Testimonies of God’s Grace

IMG_0210-1024x768

Tudo começou em Julho de 2006, quando na época eu trabalhava como pastor em uma escola cristã. Desde que eu havia me tornado pastor, eu estava no ministério de aconselhamento, pois eu realmente gostava de ajudar as pessoas, tornando suas vidas maravilhosas, felizes e cheias de significado. Entretanto foi bem nesta época que eu próprio estava precisando disto.

Eu percebi que eu próprio precisava de uma folga, e fui convidado a participar de uma conferência de aconselhamento bíblico, o que, para mim, não era apenas uma opção a considerar, mas uma necessidade real para a minha alma cansada. Eu havia mesmo completado os “12 Passos da Recuperação”, um programa proposto em uma mega-igreja no verão anterior, conforme fora recomendado pelo psiquiatra da minha esposa, acreditando que eu precisava de um grupo de apoio para lidar com meus problemas de raiva (o que hoje eu acho engraçado, pensar que eu fui enviado para lá em vez da própria paciente). Mas as coisas acabaram ficando confusas conforme o meu entendimento de descanso espiritual e o meu relacionamento com minha esposa acabaram se tornando problemáticos. Desta forma, eu não tinha muita expectativa nesta conferência de aconselhamento bíblico, pensando que seria apenas mais um daqueles seminários onde as mesmas coisas são ensinadas sempre, e eu sabia exatamente o que seria tratado, mas eu participei mesmo assim.

No primeiro dia do treinamento, eu já estava lá chorando. Havia sido convencido de que tinha pecado contra Deus e contra a Sua Palavra. Eu percebi que, apesar de eu professar que acreditava na suficiência das escrituras em todos os aspectos da vida, eu nunca havia realmente praticado isso no meu ministério de aconselhamento. Esta repreensão do Espírito Santo me mudou radicalmente. Salmo 119:9 diz, “De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-o segundo a tua palavra.” Deus usou o ministério da OIC para que eu retornasse às escrituras, desta vez “manejando corretamente a palavra da verdade”. Eu aprendi que Deus quer que a Sua Palavra seja usada para a sua glória e para os propósitos do seu reino e não do meu.

As seguintes verdades e princípios mudaram completamente o meu entendimento do ministério de aconselhamento:

  • O objetivo do aconselhamento é que Deus seja glorificado.
  • As escrituras são suficientes para todos os aspectos da vida.
  • A forma correta de obedecer e cumprir a Grande Comissão através do ministério de aconselhamento bíblico é ter cada cristão das igrejas locais envolvido. Cristãos não deveriam confiar na psicologia humanista e nas suas visões não bíblicas do ser humano. (antropologia).
  • A obra Redentora de Cristo na cruz é vital para o aconselhamento bíblico, onde o foco se concentra na transformação do coração ao invés da mudança externa de comportamento.

Deus usou a OIC como um instrumento para me levar de volta à Palavra e considerar a teologia de uma forma mais prática. Eu chamo isto de “verdades em ação”. Desde então, o ministério de ajudar pessoas nunca mais foi o mesmo.

Fui convidado pelo nosso amado Pastor Rod Huber a compartilhar este testemunho, e um aspecto que quero ressaltar é dizer que Deus transformou meu casamento e minha vida familiar. Então pensei que seria legal que minha esposa também testemunhasse da obra graciosa de Deus em nossas vidas do seu ponto de vista. E mesmo que isso seja arriscado, o fato de eu pedir que ela faça isso, porque ela é muito honesta quando fala a outros do nosso relacionamento, ainda assim aceitei o desafio, então aqui vai…

What Others Are Saying

Dr. Heath Lambert

Executive Director, Association of Certified Biblical Counselors
I am so grateful for the ministry of OIC. We live in a world that desperately needs to know how to connect the good news of Jesus to the problems of people. OIC is a crucial way that this connection is being made.

Dr. Stuart Scott

Professor of Biblical Counseling, The Master's College,CA
I’m so thankful for OIC and its outreach to the world with training in biblical sufficiency-based soul care. In light of the growing interest in various countries concerning Biblical Counseling, what a joy to know that OIC is bringing these practical truths of biblical counseling to our global church family.

Rev. Brad Bigney

Senior Pastor, Grace Fellowship Church, Florence, KY
Wayne and Susie have learned what it takes to promote an ongoing indigenous Biblical Counseling movement – developing national trainers and leaders. We are excited as a church to be partnering with OIC in this effective disciple-making work.

Dr. Robert Kellemen

VP of Institutial Development ; Crossroads Bible University
Dr. Wayne Vanderwier is the leading international biblical counseling educator in the world and OIC is the leading international ministry equipping biblical counselors for the church.

Rev. Andrew Rogers

Pastor of Soul Care, College Park Church, Indianapolis, IN
Serving with OIC in Egypt and Ukraine was a great way for me to express what has been on my heart for many years, helping train and equip God’s people worldwide in biblical counseling. It was exciting to see the universal applicability of this training. Praise be to God!

Dr. Nicolas Ellen

Professor of Biblical Counseling, College of Biblical Studies, Houston, TX

It was a wonderful experience to serve with OIC in Ukraine and in Lebanon in 2013. We learned that God will take you to places you never thought possible when you are willing to walk in faith.

A Wife’s Witness by Melissa C. Cumpio

Os primeiros anos do meu casamento com o Pastor Jones Cumpio foi um período de difíceis ajustes para ambos. Ele e eu fomos criados em famílias com valores completamente diferentes, mesmo que em lares cristãos e tendo sido discipulados em igrejas Batistas que acreditam na Bíblia. Ambos tínhamos quase 30 anos, o que significa que havíamos sido solteiros já a tempo suficiente para estarmos acostumados a tomar decisões sozinhos, baseados em nossos próprios conjuntos de crenças, rotinas e preferências. Desnecessário dizer, mas meu marido realmente buscava me amar, e eu realmente buscava me submeter a ele conforme Efésios capítulo 5 claramente ensina. Eu era uma pessoa bastante determinada, e tinha uma tendência a ser bastante emotiva e, em muitos momentos, excessivamente ansiosa. Ele era impaciente, irritadiço e tinha dificuldade em comunicar seus pensamentos e sentimentos. Discussões eram frequentes e normalmente acabavam comigo chorando e com ele se fechando, o que poderia se arrastar por dias.

Devido a minha experiência pessoal em ter me consultado com psiquiatras e psicólogos treinados em aconselhamento clínico, em razão de um diagnóstico que me havia sido dado, de distúrbio obsessivo-compulsivo, incentivei meu marido a buscar um grupo de apoio e recuperação para pessoas com problemas de raiva, que era oferecido nas grandes igrejas da cidade, por sugestão de meu médico. Ele foi. Ele fielmente participou de cada uma das seções, cada sábado, por cerca de seis meses. No final do programa, a grande conclusão foi entender o quanto as falhas de seu pai resultaram na sua luta interna, hospedando amarguras e provocando um temperamento explosivo. E foi isso. Nenhuma solução foi oferecida. A culpa foi passada adiante para o seu pai e às memórias negativas de sua criação. Em outras palavras, ele saiu do programa ainda frustrado consigo mesmo, buscando respostas sobre como ele poderia me ajudar a superar meu transtorno de ansiedade.

Eu não lembro quem foi que o convidou para o primeiro treinamento de aconselhamento bíblico conduzido pela OIC no acampamento Palavra da Vida em Laguna (Filipinas), em 2006. O que eu lembro com muita clareza e carinhosamente são duas coisas: o semblante transformado de meu marido quando veio para casa depois do treinamento de 3 dias, e as mudanças de comportamento nos dias que se seguiram. E foi assim, do mesmo jeito, cada ano após aquele. Jones estava mudando, pouco a pouco, e eu comemorava aqueles pequenos passos que ele estava dando em direção a ser cada vez mais parecido com Jesus. Sua devoção diária e paixão por Cristo estavam vivas de novo. Ele até começou, por iniciativa própria, um sistema de memorização das escrituras, onde ele memorizava um versículo por mês. Eu o ouvia a noite, recitando os versículos para si mesmo, e também via-o se esforçando para aplicá-los em sua vida. Ele se tornou uma pessoa mais paciente, mais compreensiva e hábil para expressar seus pensamentos, e demonstrar amor por mim e pelos nossos filhos. A palavra de Deus havia literalmente transformado a sua vida! O fato de ele estar se tornando cada vez mais um homem de Deus, fez com que se tornasse muito mais fácil para mim confiar nele e na liderança de Deus através dele, me tornando mais submissa a suas decisões e instruções. Eu pensei para mim mesma “não sei o que esses instrutores estão fazendo com meu marido, mas está funcionando!”.

Posteriormente também experimentei as verdades de Deus transformando-me e libertando-me de minhas ansiedades. Jones pacientemente e amorosamente guiou-me pelos passos do aconselhamento bíblico, corrigindo-me e ensinando-me como derrotar meus medos. Em pouco tempo parei de tomar as medicações que me auxiliavam no transtorno obsessivo compulsivo e também parei de me consultar com meu psiquiatra, pois percebi que a palavra de Deus é, de fato, suficiente para a vitória. Glorifico a Deus e somente a Ele pela Sua imensa graça em nossas vidas.

As mudanças em meu marido, em mim, e em nosso casamento e família fizeram-me querer entender o que faz o aconselhamento bíblico ser tão diferente. Toda vez que Jones compartilhava comigo as coisas que aprendia nos treinamentos da OIC, havia uma luta dentro de mim… Porque todas as pressuposições e princípios são bastante diferentes das que aprendi na universidade, e inclusive nos seminários oferecidos nas igrejas evangélicas daqui. Por muito tempo, inclusive, resisti à ideia de que o método integracionista realmente contradizia a suficiência das escrituras, dizendo ao meu marido que eu achava essa posição muito restritiva e parcial. Hoje percebo como as minhas reações iniciais se deram devido a minha falta de entendimento dos ensinos bíblicos em termos de aconselhamento. Foi necessário apenas um dia de participação no Módulo 1 em 2014 na igreja de Igreja Cristã da Pedra Mais Alta (Higher Rock Christian Church), em Manila, para que essa entendimento mudasse completamente, conforme o espírito santo trabalhava em meu coração e abria os meus olhos para as verdades da Palavra de Deus. Depois dos quatro módulos do curso, posso dizer que obtive, assim como o meu marido antes de mim, o entendimento amplo da visão do movimento do aconselhamento bíblico que se espalhou pelos Estados Unidos e agora tem chegado a nosso país, que é verdadeiramente baseado na suficiência da Bíblia, busca a transformação do coração, e motiva cada cristão a participar do corpo de Cristo. É meu humilde privilégio e prazer hoje ser parceira, com meu marido, no serviço de Deus, através deste maravilhoso, ainda que desafiante, ministério de fazer discípulos de Jesus Cristo.

This post is also available in: Inglês Japonês